terça-feira, 25 de abril de 2017

Bed and Breakfast X Hostel

Fala Aventureiros, tudo bom? Vocês sabem a diferença entre essas duas modalidades de hospedagem existentes? Não então vem aqui que vou tirar essas duvidas de vocês (caso vocês possuam). A maior diferença entre os dois e que o B&B apenas oferece exclusivamente esse serviço de cama e café da manhã (mas em um lugar específico) sem mais nenhum tipo de qualquer refeição ou atrativo e o Hostel já oferece outros atrativos em seus estabelecimentos, como almoço e jantar que normalmente quem faz é o próprio hóspede. Vamos nós aprofundarmos melhor nesses dois casos, mas antes disso vamos às definições claras do meu caderno das aulas de hospedagem da faculdade.



B&B: como já falei aí em cima é um tipo de acomodação que consiste apenas em oferecer o quarto (cama) e o café da manhã, normalmente essa modalidade é encontrada em casas que possuam um quarto a mais e o dono quer ganhar um dinheirinho extra então aluga esse quarto vago na casa (claro que antes ele faz um cadastro no site relacionado a B&B para fazer parte e receber os viajantes), essa modalidade também é bastante utilizada por jovens que estão fazendo viagens rápidas de vários países (mochilão) ou intercâmbios pois assim conseguem absorver ainda mais a cultura do local visitado.



Hostel ou Albergue: como já falei aí em cima ele é um tipo de hospedagem/acomodação que se caracteriza pelos preços convidativos e pela socialização dos hóspedes (normalmente habitados por jovens de todos os lugares diferentes do mundo), onde cada hóspede pode dormir em um dormitório com beliches ou quartos individuais (um pouco mais caros, mas mesmo assim mais em conta que hotéis) e utilizar as dependências da casa como a cozinha, sala e o banheiro que é compartilhado (apenas nos quartos privativos é que os banheiros são exclusivos). Outro fator característico também da maioria dos albergues é que os quartos podem ser misturados entre sexos e os valores são bastante convidativos podendo chegar até a 70% mais baratos que um quarto de hotel.

Dica do Aventureiro: pesquisem bastante antes de fechar qualquer albergue principalmente em quartos compartilhados, afinal você ficará dormindo com pessoas que não conhece e todas as suas coisas ficaram lá no quarto.
Dependendo da viagem que você for fazer e dos dias que for ficar no destino escolhido vale muito a pena ficar em um albergue, lembrando e levando em consideração a dica que eu dei ai em cima. E eu sei que vocês já sabem que antes de fechar qualquer hotel/pousada/hostel é necessário pesquisar bastante e ver avaliações de pessoas que já ficaram por lá. Então fiquem sempre ligados e espertos nisso. A diferença entre B&B também fica no fato de você ficar dentro da casa de uma família que você não conhece e possa vir a conhecer a cultura daquele mesmo local visitado. Agora que vocês já sabem na próxima viagem onde vocês vão ficar? Em um Bed and Breakfast ou em um Albergue? Me fala ai nos comentários. Espero que eu tenha esclarecido um pouco essas dúvidas. Um beijo e até a próxima aventura.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Você tem medo da mudança?


Fala aventureiros, tudo bom? Hoje estou trazendo um post de reflexão para vocês. Estava dando aquela olhada na internet e me deparei com esse poema escrito por Edson Marques, que me fez parar e refletir várias coisas. Sei que em alguns momentos das nossas vidas tumultuadas precisamos de uma mudança ou de algum gesto que nos faça abrir os olhos e querer o novo e é isso que eu estou querendo trazendo esse poema para vocês. Que vocês não se limitem a pensar apenas de uma só forma e que se não estão satisfeitos com a suas vidas mudem para que ela melhore e sim se torne do jeito que vocês desejam.Sei que não será fácil, mas na nossa vida sempre precisamos fazer escolhas e tomar as melhores decisões para o nosso presente/futuro e assim nos tornamos uma pessoa melhor e não tem forma de começar sem ser mudando o que somos ou o que sentimos. Então vamos é ...
MUDE
Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade. Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa. Quando sair procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa. Tome outros ônibus. Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias. Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma no outro lado da cama. Depois, procure dormir em outras camas. Assista a outros programas de tv, compre outros jornais, leia outros livros, Viva outros romances!
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade. Durma mais tarde. Durma mais cedo. Aprenda uma palavra nova por dia, numa outra língua. Corrija a postura. Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia.

O novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor.
A nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde, ou vice-versa.
Escolha outro mercado, outra marca de sabonete, outro creme dental.
Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais e de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas.
Troque de carro.
Compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
Arrume outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo. E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. Experimente coisas novas. Troque novamente. Mude de novo. Experimente outra vez. Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores, mas não é isso o que importa. O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!

terça-feira, 18 de abril de 2017

Tripé do Turismo - Você sabe o que é?

Fala Aventureiros, tudo bom? Hoje estava lembrando de uma coisa sobre turismo que eu acho que nunca havia falado com vocês antes, se eu já falei disso peço desculpas porque devo estar ficando completamente totoca. Mas vamos ao assunto do post de hoje que é o Tripe do Turismo. Mas que raios são esses tripés. Vem comigo que eu vou explicar. Logo assim que eu entrei na faculdade de turismo há alguns anos atrás umas das minhas primeiras aulas foram falando sobre INTRODUÇÃO AO TURISMO e em como ele afetava a nossa vida e a sociedade e em como era difícil conseguir conciliar o tripé sempre junto e somente as pessoas com bastante “força de vontade” conseguiam, mas depois que eu me formei e entrei no mercado de trabalho percebi que não é apenas isso não e vai tudo muito mais além do que uma “força de vontade”. Sei que agora a cabeça de vocês deve estar que raios e esse tripé então vamos explicar nessa foto aqui embaixo.


O tripé do turismo é constituído de três bases (até porque senão o nome não seria tripé) que são: tempo, vontade e dinheiro. Agora vamos às definições:

Tempo: Muitas vezes na nossa vida queremos muito viajar (o meu caso), mas nunca temos tempo então por causa disso não conseguimos arrumar aquela data ótima para viajar, sendo assim o nosso tripé fica defeituoso apenas com duas bases (da vontade e dinheiro) e se não conseguirmos o tempo não iremos conseguir usufruir do turismo.

Vontade: existem épocas na nossa vida em que temos o dinheiro necessário para fazer aquela viagem incrível, possuímos tempo de sobra, mas não temos vontade nenhuma de sair por aí explorando o mundo (eu acho que comigo isso nunca iria acontecer), dessa mesma forma o nosso tripé não consegue se mantiver em pé.

Dinheiro: esse acho que nem preciso explicar né (é sempre o meu caso, rs) é aquela pessoa que tem a vontade, o tempo mas falta o glamour dinheiro para conseguir realizar aquela viagem dos sonhos e essa banda do tripé é há que sempre fica mais defeituosa pois normalmente na atual realidade que nos encontramos sempre temos vontade e o tempo sempre conseguir arrumar, nem que seja uma final de semana na praia.





Sabe aventureiros esse tripé do turismo só consegue funcionar quando temos os três alicerces deles fincados no nosso dia-a-dia para que assim conseguirmos realizar aquela viagem dos sonhos ou tirar do papel tudo o que você tinha planejado sobre aquela pousada na região serrana para curtir o friozinho e aproveitar o feriadão.O tripe é apenas para ilustrar o que necessariamente precisamos para viajar. Então aventureiros vocês conseguiram decifrar um pouco mais sobre o tripé do turismo? E vocês estão iguais a mim com uma base faltando ou já estão de malas prontas para o próximo destino? Espero que tenha esclarecido qualquer dúvida sobre o tripé do turismo e que vocês tenham entendido também. Vou tentar trazer ao máximo post como esse sobre introdução ao turismo para vocês. Afinal esse blog também é para ajudar e fazer com que entendemos um pouco mais do nosso amado e querido turismo. Um beijo aventureiros e até a próxima aventura!!  

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Wanderlust



Fala aventureiros, tudo bom? Hoje estou trazendo aqui aquele papo maroto que gosto sempre de bater com vocês de vez em quando. Sabe vocês já pensaram em desistir de tudo e sair por ai viajando o mundo? Vocês devem estar achando que eu sou louco ou coisa parecida e eu sou mesmo meio louco meio bipolar afinal sou libriano e mudo bastante de pensamento. Porém isso não vem ao caso, né verdade? Hoje estou vindo aqui falar sobre uma palavrinha que há muito tempo está martelando na minha cabeça que é WANDERLUST. Mas vocês devem estar se perguntando agora: - Yuri, que raios é WANDERLUST? Então aventureiros, continua lendo esse post que vou fazer você se apaixonar assim como eu.

Wanderlust, nada mais é do que, "desejo de viajar", é um termo que descreve um forte desejo de caminhar, de ir a qualquer lugar, em uma caminhada que possa levar ao desconhecido, a algo novo, de não se sentir confortável quando se está estável em um local, de viajar o mundo. Resumindo melhor ainda, de viver completamente uma aventura.
E foi exatamente por causa disso que eu me apaixonei por essa palavra. Há muito tempo eu venho sentindo dentro de mim uma força de querer sair por aí, desbravando esse mundão e a cada dia que passa eu me sinto cada vez mais preso dentro das minhas obrigações, tenho que confessar para vocês que tem dias que eu acordo de madrugada pensando em como que eu queria que a minha vida fosse completamente diferente, que eu queria um emprego melhor, uma casa melhor, tem mais tempo para aproveitar a vida (talvez eu esteja na crise dos 25 anos, sim talvez eu esteja, mas jogue a primeira pedra quem nunca passou por uma crise existencial em que você acha que nada dá certo na sua vida, sabe o que temos que fazer? Ter fé e acreditar que dias melhores vão aparecer). Sabe aventureiros vocês devem ter percebido que eu dei um tempo aqui com os posts e foqueie um pouco nos vídeos, mas e que eu precisava me reencontrar novamente na escrita para tentar conciliar os dois momentos que estou vivendo e todas essas mudanças (internas) na minha vida também. Estou prestes a fazer um grande passo no final do ano que será a aventura da minha vida, mas isso é um assunto para mais a frente.

Voltando para o foco desse post que é WANDERLUST, partindo para a parte gramatical essa palavra tão pequena mas que representa muito e a junção de duas palavras alemãs, Wander que encontra origem no verbo wanderne corresponde à prática da caminhada ou trilha e Lust que quer dizer luxúria ou um desejo, uma vontade profunda. E a junção surgiu essa palavra incrível que apresento para vocês.
E vocês também possuem a sementinha do WANDERLUST dentro de vocês ou apenas eu que sou completamente louco de pedra? E se vocês fossem viajar o mundo para onde iriam? Quais lugares gostariam de desbravar nesse mundão? Contem-me que quem sabe não fazemos essa aventura juntos em, que tal? Não se esqueçam de entrar no nosso canal do Youtube e de curtir nossa página no facebook.  Um beijo e até a próxima aventura.


segunda-feira, 10 de abril de 2017

Comprinhas na Disney

Fala Aventureiros, tudo bom? Esse ai embaixo é o segundo vídeo de comprinhas da Disney. Tive que dividir em três partes (a primeira parte você encontra aqui ) e na semana que vem teremos o próximo vídeo da Disney e das comprinhas e por falar nelas vocês devem ter percebido que eu não estou falando sobre as Aventuras na Disney, aqui no blog ainda, pois deixei para fazer uma semana sobre aventuras na Disney quando o último vídeo da viagem sair. Como em Maio eu irei sair de ferias irei focar nas aventuras em MAIO. Então todo o mês de maio o foco sera todas as dicas e aventuras (ESCRITAS) sobre a Disney e é claro muitas, mas muitas dicas porque o que nos queremos são dicas não é verdade? Então agora que eu já dei algumas noticias para vocês. Vou deixar para que vocês assistam o vídeo, curtam, compartilham e se divirtam. Um beijo e até a próxima aventura!!!  



sexta-feira, 7 de abril de 2017

Resenha Teatral: Vamp - O Musical



Fala Aventureiros, tudo bom? Hoje estou trazendo para vocês uma resenha teatral, sei que tem um tempinho que não escrevo nada sobre teatro aqui, mas eu tinha que compartilhar com vocês o musical VAMP que eu assisti esses dias no Teatro Riachuelo, aqui no Centro do Rio de Janeiro. Pera você não sabe onde fica o Teatro Riachuelo e nem sabe nada sobre o musical Vamp? Não sabe nem do que eu estou falando então aperta o play e continua lendo esse post então que vou mostrar tudo para vocês.



Vamos começar pelo musical ele reconta a história da novela Vamp exibida pela Tv globo em 1991 até 1992 que esse ano completa 25 para 26 anos de exibição e para comemorar o sucesso o elenco (os atores principais o Ney e a Claudia olha só eu intimo e os roteirista Antônio Calmon e o diretor Jorge Fernando) trouxeram novamente a historia de Conde Vlad e Natasha, mesmo que tenha passado 25 anos desde a estreia da novela o musical consegue ser completamente moderno e mescla histórias de amor, comedia e um pouco de sangue afinal estamos falando de vampiros né.



Para quem não viu a novela igual a mim (afinal só tenho 25 anos) a história gira em torno de Natasha uma aspirante a cantora que quer o seu lugar ao sol (e quem não quer) só que após tentar vários testes e fracassar vê sua vida mudar em 360º quando conhece o Conde Vlad (vou parar por aqui para não dar spoiler e fazer com que você assista tudo lá no teatro Riachuelo). Vamp – o Musical é um grande espetáculo de cores, luzes e tecnologia que já começa na entrada do teatro com tanto entretenimento que te aconselho a chegar cedo para tirar todas as fotos, ganhar as bebidas (olha só pessoal do Vamp ainda quero a minha bebida com gelo seco #chateado) e se divertir apenas na entrada do teatro. O entretenimento que Vamp proporciona começa logo ali, assim que você cruza as entradas do Teatro Riachuelo.


O musical consta com mais de 30 atores (e olha gente talentosa e bonita por pouco metro quadrado) que encantam com todas as trocas de roupas e de cenários do espetáculo, afinal estamos evoluindo tanto no quesito teatro musical que daqui a pouco teremos a nossa própria Brodway. Mas o que seria falar de Vamp sem falar de seus protagonistas começando pelos já conhecidos e amados Ney Latorraca que arrasa e arranca gargalhadas da plateia em todas as suas entradas e claro nossa querida Claudia Ohana que arrepia todos os cabelos do corpo quando começa a cantar e a interpretar sua Natasha (mais segura e firme do que deseja do que nunca a personagem, não a Claudia eu fui ver alguns vídeos antigos da novela e tenho que assumir que preferi bem mais essa Natasha de agora), outro destaque incrível e que arrancava gargalhadas era de Miss Penn Taylor da maravilhosa Evelyn Castro além claro também dos rostinhos novos (pelo menos para mim) do Livia Dabarian, Oscar Fabião, Gabriella di Grecco, Pedro Henrique Lopes, Xande Valois que sabem exatamente o que estão fazendo e conseguem encantar a todos percebi isso pelo pessoal que estava perto de mim.


Agora falando de outro tema bastante importante além das atuações e do elenco do musical temos que falar do Teatro Riachuelo que é simplesmente incrível e quem passa por ele (pelo lado de fora) nem imagina o que ele é lá dentro um enorme e renovado teatro perfeitinho e bem ali no centro do coração do Rio de Janeiro. Ele fica na rua do passeio numero 38/40. O teatro tem capacidade para 1000 lugares (ele realmente é enorme) e possui três lugares diferentes com valores diferentes também, o bom e que temos para todos os bolsos e valores e vamos a eles agora. O musical fica em cartaz até o dia 23 de abril e os horários e valores são:


Quinta-feira e Sexta-feira : 20h30
- Plateia vip R$130,00
- Plateia R$100,00
- Balcão R$100,00
- Balcão 2 R$50,00


Sábado: 16h30 e Domingo: 18h
- Plateia vip R$150,00
- Plateia R$120,00
- Balcão R$120,00
- Balcão 2 R$50,00


Sábado: 20h30
- Plateia vip R$180,00
- Plateia R$120,00
- Balcão R$120,00
- Balcão 2 R$50,00


Lembrando sempre que esses valores são para os ingressos de inteira e clientes Riachuelo têm 50% de desconto. E ai aventureiros, vamos ver Vamp – o Musical esse final de semana? Espero que vocês tenham gostado dessa resenha teatral, um beijo e até a próxima aventura.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Aventuras na Disney

Fala Aventureiros, tudo bom? Nossas aventuras na Disney já estão quase acabando mas eu trouxe pra cá a penúltima parte da viagem, espero que vocês gostem e se divirtam comigo e em breve teremos todos os post das Aventuras Disney escritos viu. Resolvi fazer de uma forma diferente porque assim vocês já assistiram aos videos e agora vou as dicas. Espero que vocês gostem. Um beijo e até a próxima aventura!!! 







Meus Aventureiros