quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Dicas de Viagem



Oi amigos como vocês estão? Hoje estou dando uma dica para quem quer viajar sem gastar muito. Afinal todos nós precisamos viajar para conhecer novos lugares, culturas e nos reencontrarmos para isso nada melhor do que viver uma grande aventura em um mochilão. E é sobre esse tema de aventura que eu estou falando, consegui montar (apresentar) roteiros com preços acessíveis (lembrando que não estou vendendo esses roteiros, apenas mostrando que existe opções de lugares baratos em todo o mundo para as pessoas que gostam de mochilão). Nos aqui do blog escolhemos entre 6 a 8 destinos para cada um dos roteiros sendo que cada lugar não ira gastar mais que R$75,00 por dia (novamente lembrando que os valores podem sofrer alteração dependendo do período que vocês escolham viajar).  
Nas nossas contas colocamos 1 cama em um hostel legal, 3 refeições baratas, 2 bilhetes de transporte publico, 1 entrada pra alguma atração cultural e 3 cervejas.
Lembre-se que no roteiro não contamos com os preços das passagens ida e volta entre o Brasil e qualquer cidade de um dos roteiros e nem as passagens de um lugar para o outro (são somente os gastos no local que você possa vir a ter e alguns pontos turísticos). Como esse post estava ficando muito grande resolvi dividir ele em duas ou mais partes então agora teremos 1 destino e depois mais 2 ou .E conforme vocês forem gostando vão me avisando nas redes sócias que eu tento ir fazendo outros para vocês.
Nosso primeiro roteiro será sobre a Ásia, e eu escolhi 7 destinos para começar e vou falar para vocês amigos, deu muito trabalho montar esse roteiro para vocês. Mas eu espero que vocês gostem. Bjos e vamos a Ásia.

ÁSIA

É certeiro para quem quer se aventurar e desvendar mistérios de uma cultura diferente, ou ainda, para quem tem ideia de sair em busca de uma viagem espiritual. Mas o que fazer na Ásia e nas cidades do roteiro? Vamos ao que interessa alguns pontos turísticos da cidade e imagens que vão fazer vocês escolherem esse destino.
Começando pela capital da Índia, Nova Deli e terminando em Hanói, no Vietnã.


Nova Deli, Índia - R$ 56,93
Nas ruas, prepare-se para se deparar com muitas cenas inusitadas, como os palácios de marajás, mulheres vestidas de sáris, animais (vacas, camelos e elefantes) perambulando no asfalto e um trânsito bem estranho à primeira vista. O povo local, em geral, adora estrangeiro. E a pechincha na hora da compra faz parte do jogo. Na lista de pontos turísticos imperdíveis, vale incluir o observatório Jantar Mantar e o Mausoléu Humayun. O primeiro foi construído por um marajá no início do século 18, enquanto o segundo data de 1560 e é uma homenagem póstuma ao segundo imperador mongol. O Lodhi Gardens representa o pulmão verde da cidade. O parque é um verdadeiro santuário, com mais de 100 espécies de árvores e tumbas dos anos 1400, sendo frequentado por muitos iogues e pessoas que adoram caminhar. Ao turista, a melhor maneira de circular pela capital é a bordo dos rickshaws ou tuc-tucs (triciclos motorizados que levam de três a oito passageiros). Eles estão por toda a parte. Têm ainda os riquixás, outro tipo de táxi puxado por força humana, ou os cicle rickshaws (bicicletas com até dois passageiros). Ambos são uma boa opção para trajetos mais curtos e planos. Antes de embarcar, só negocie sempre o preço.

Informações Uteis 
Fuso horário: + 8h30
Moeda: Rupia indiana
Idiomas: O hindu é a língua oficial. O inglês também é bastante falado, além de vários outros dialetos locais.
Código local: -11
População: 16 milhões de habitantes
Clima: No verão (de abril a junho), as temperaturas podem chegar a 40 graus. A época de monções (ventos sazonais) vai de julho a setembro. Durante o inverno (de fevereiro a abril), os termômetros registram de 5 a 21 graus.





Pokhara, Nepal - R$34,55 e Kathmandu, Nepal - R$42,19
Kathmandu é a porta de entrada de Nepal (é a sua capital) e é parada obrigatória. Em paralelo aos seus artesanatos e arquitetura milenar, típica de um vilarejo rural, há restaurantes, hotéis, cybercafés e lojas esportivas entretêm os visitantes. Para completar, o povo nepalês esbanja simpatia, hospitalidade e simplicidade. O turismo religioso também é importante nesta nação asiática repleta de templos hinduístas e budistas. É na cidadezinha de Lumbini, no sudoeste nepalês, onde se acredita que Buda tenha nascido, há mais de 2,5 mil anos. O lugar é tradicional ponto de peregrinação dos seguidores do líder espiritual. suas montanhas e inúmeras trilhas são a principal atração turística. O visual dos cumes nevados é de tirar o fôlego aos amantes da fotografia. Trekking, rafting e escaladas são algumas das atividades que atraem os aventureiros internacionais. É lá a casa do mítico Monte Everest, cujo campo-base pode ser explorado até por montanhistas iniciantes, sem precisar (é claro) subir ao seu topo, considerado o mais alto do planeta e conquistado por poucos. 
Informações gerais:
Clima: Monções (chuvoso), com inverno rigoroso e estação seca. A melhor época para ir é no período pós-monções, entre outubro e dezembro
Território:
147.181 km²
Código Telefônico:
977
Moeda:
Rúpia nepalesa
Fuso Horário:
+8h45min
Idioma:
Nepali
População: 
30 milhões de habitantes
Capital: 
Kathmandu


Chiang Mai, Tailândia - R$40,58
Chiang Mai fica localizada no norte da Tailândia e é a segunda maior cidade tailandesa . E é lé que você encontra os melhores cursos de culinária da Tailândia e vale a pena fazer um curso rápido para aprender as delícias da culinária local. Longe da agitação e noites intermináveis das praias e da capital, a cidade oferece uma lista enorme de atividades para todos os gostos, além de ótimos restaurantes e uma atmosfera agradável e relaxante. Chiang Mai foi construída dentro de uma imensa muralha que serviria de defesa caso os vizinhos birmaneses resolvessem atacar de repente. O plano parece não ter funcionado tão bem porque, em 1556, a Birmânia tomou o controle da cidade e por lá ficou por bons dois séculos. O muro, no entanto, permanece e é um dos principais marcos turísticos da cidade. Chiang Mai era considerada a capital espiritual do reino. Isso explica a enorme quantidade de templos espalhados por ali: são 300, quase o mesmo tanto que em Bangkok. O mais famoso deles é o Wat Phrathat Doi Suthep, um templo construído em 1383 que fica no alto de uma colina a 15 km do centro da cidade. Segundo a lenda, o templo foi construído ali porque um elefante branco que carregava nas costas um osso do ombro de Buda que tinha propriedades mágicas escolheu aquele lugar para morrer. Se isto é verdade ou não eu não sei, mas o fato é que, de cima do Wat Phrathat é possível ter as melhores vistas da cidade. Para as compras, o melhor lugar em Chiang Mai é o Night Market, o mercado noturno. Lá você encontra artesanato em madeira, bronze, prata ou cerâmica, tecidos, roupas, objetos de decoração e, claro, comida tailandesa. Nas atrações turísticas, além dos templos temos também as Long Necks Women e os famosos safáris de elefante (porém eles não são indicados de se visitar e fazer como explica esse post do blog 360 meridianos http://www.360meridianos.com/2014/07/nem-todo-turismo-vale-a-pena.html )No entanto, são diversas opções de rafting, trekking, visitar uma fazenda de orquídeas, aulas de meditação ou de culinária tailandesa, massagem e um milhão de outras atividades outra atração bem diferente e o Tiger Kingdom que é um lugar em que você pode interagir com os tigres. Eles têm tigres recém-nascidos, pequenos, médios e grandes. Na entrada você pode escolher qual tipo de tigre você quer visitar ou escolher um combo e fazer mais de um. Você pode ficar até 10 minutos com eles. Quando chega a sua vez, você entra no “quintal” do tigre e pode chegar perto, abraçar, fazer o que quiser. Eles estão meio domesticados, mas de vez em quando levantam e saem para briga.
Bangkok, Tailândia - R$48,65
Bangkok é a capital da Tailândia e sua população é de aproximadamente 8.2 milhões de pessoas. A cidade é a principal porta de entrada e saída do sudeste asiático. Para ir a Laos, Camboja, e outros lugares da Tailândia, quase sempre a melhor opção é voar por Bangkok. Dentro da cidade, a melhor maneira de se movimentar de um lugar para o outro é com o air train (trem que passa pelos principais pontos da cidade) ou com os tuc tuc (uns mini carros que servem de taxi) ou com os taxis normais. Para os pontos turísticos temos Floating Market: é praticamente um bairro inteiro da cidade que fica na água. Como se as ruas fossem rios. E o único meio de transporte são os barcos. as casas e mercados flutuam na água. É muito interessante Grand Palace e Wat Prakeaw (Templo do Buda de Esmeralda). Eles ficam no mesmo lugar. O palácio foi construído em 1782 e por muito tempo foi onde moraram os reis e a corte real da Tailândia. Hoje é apenas um local turístico, mas a arquitetura, as cores, os detalhes do templo são impressionantes Jim Thompson’s House: é uma casa que pertenceu a um americano que morou na Tailândia por muitos anos (na década de 40-50) e era um colecionador de arte. Ele ajudou a transformar a indústria de seda na Tailândia. A casa mostra suas coleções de arte e conta um pouco sobre a vida dele. Ele desapareceu na Malásia quando saiu de férias e nunca mais acharam nenhum vestígio dele. E para concluir os pontos turísticos nada melhor do que uma boa massagem tailandesa.
Informações uteis sobre a Tailândia:
Clima: é tropical, quente e úmido, melhor período entre Novembro e Abril, durante a monção de Nordeste, quando o vento sopra da China e o tempo é mais seco e agradável. Abril e Maio podem ser meses quentes demais.
Território: 514 000
km²
Código telefônico: 66
Moeda: Baht
Fuso horário: +07h00
Idioma: Thai, Inglês 
População: 67 089 500 pessoas
 

Vienciana, Laos - R$56,82
Vientiane é a capital do Laos, é uma cidade pequena e tranquila que corre ao longo do Rio Mekong, frente da fronteira com a Tailândia. Vientiane, Vientiane chamada é também uma cidade com influência francesa e tailandesa. O aspeto da cidade é muito marcado pela arquitetura colonial francesa,mantendo a sua atmosfera relativamente relaxada. Entre os seus pontos de destaque vale a pena salientar o Mercado da Manhã(um edifício muito popular, construído pelo Vietname, onde se pode encontrar um pouco de tudo); o Santuário de Vat Simuong, o mais venerado da cidade; o Pagode Vat Sisakhet (construído em 1818,conserva uma biblioteca de estilo birmanês), entre outros templos e museus de interesse. É uma cidade relativamente segura, mas não existe grande vida noturna. O que você vai encontrar lá são templos, lembra que no inicio do post eu falei que esse roteiro seria um roteiro mais espiritual.
Informações uteis:
Clima:  tropical de monções caracterizado por tempo quente, chuvoso e úmido entre maio e outubro, para o período entre novembro e fevereiro o clima e relativamente frio e seco e para março e abril quente e seco.
Território: 236 800 km2
População: 6 368 162 Pessoas
Código telefônico:
856
Moeda:
Kip (LAK)
Fuso Horario:
+07h00
Idioma:
Lao, Français, English


Hanói, Vietnã - R$36,10
 O Vietnã é um país asiático, localizado na Indochina, e limitado a norte pela China, e que na década de 1970 foi palco dos horrores de uma guerra que quase dizimou o país.
Mas o que muitos não sabem é que após sofrer tanta destruição, o país virou um excelente e exótico ponto turístico para quem busca sair dos roteiros habituais e explorar novas culturas e locais. Um deles é Hanoi que é a capital e segunda maior cidade do Vietnã. Hanói é uma das cinco "cidades centralmente governada" do Vietnã. Hanoi é uma cidade tranqüila e pequena com arquitetura ímpar e elegantes edifícios históricos preservados. A dica aqui é você alugar uma bicicleta e sair passeando pela cidade; só assim você verá tudo o que Hanoi pode lhe oferecer.  A maioria das atrações se concentra no chamado Bairro Antigo (ou muito próximas a ele), uma região simplesmente deliciosa para ser explorada a pé, de canto a canto. São ruas extremamente vibrantes, com comércio forte, onde é possível pechinchar bastante, mas falar das ruas de Hanói sem mencionar a grande quantidade de motocicletas nas vias e a poluição causada pela emissão de gases. Outra dica interessante é percorrer de barco a Baía de Halong ou conferir as belas paisagens de arrozais de Hoa Lu. De pontos turísticos temos o Museu Nacional da Historia do Vietña, o Palacio Presidencial, a Praça Ba Dinh entre outros lugares.  A cidade não é bonita mas conquista por ser a capital do Vietnã.
Informações Uteis:
Clima:
 subtropical úmido por isso prefira os meses de primavera e outono. O verão é quase que insuportável, tal é o calor e nível de precipitação de chuvas. O inverno costuma ser frio e úmido
Território:
3.344 km2
População:
6,5 milhões de pessoas
Código telefônico:  84
Moeda:
Dong
Fuso Horário: +10h
Idioma:
Vietnamita. Inglês e francês



Então amigos espero que vocês tenham gostado desse super post das dicas de viagens. Tem bastante coisa legal vindo ai no blog também esse mês e algumas novidades como eu já falei. Bjos e nos vemos na próxima aventura.

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meus Aventureiros