quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Porque Viajar muda Vidas?

Oi amigos como vocês estão? Hoje estou trazendo para vocês um texto que eu vi em um blog e resolvi dar a minha opinião e acho que ele tem muito haver com o blog e o motivo de eu ter escolhido a profissão do turismo para trabalhar e  amar. Sempre quando me perguntam por que você escolheu turismo eu sempre falo: - Porque eu sempre quis ser um realizador de sonhos (e eu acredito que isso seja verdade, não existe coisa melhor do que você conversar com aquela pessoa que está com os olhos brilhando e receber um muito obrigado por ter organizado a melhor viagem da vida dela), foi por isso que eu escolhi turismo, para ser um gênio da lâmpada (sqn), uma pessoa que consegue apresentar o mundo para outras pessoas. Mas vamos ao texto e a algumas partes importantes que eu removi dele.

“Nada é tão libertador quando a sensação de estar em um lugar novo onde você é completamente anônimo - Existe algo de libertador nesse sentimento de anonimato que temos quando viajamos. Ele nos faz desprender das nossas amarras sociais, dos nossos próprios preconceitos, tentar novos hábitos, vestir novas roupas, ir à novas festas, fazer novos amigos e se encantar com cenários diferentes dos usuais.”

viajando, somos mais nós mesmos- Justamente por sermos tão desconhecidos em terras novas, nos soltamos mais. Não me refiro a fazer nada ilícito, apenas a comportamentos nos quais somos moldados, seja pela nossa família, pelos nossos amigos ou por nós. Quantas vezes crescemos ouvindo nossos pais dizendo que somos x? E os amigos falando que somos y? São tantas percepções externas (e até mesmo internas) que acabamos formando um estereótipo de quem somos. Nos agarramos tão fortemente a essa visão cheia de adjetivos que fica difícil perceber as mudanças sutis de personalidade, de valores e de pensamento que sofremos todos os dias. Quando viajamos, mergulhamos no desconhecido e, ironicamente, em um mar de autoconhecimento. Amparados pelo anonimato das viagens, somos a versão mais pura, crua e humana de nós mesmos.”

    “Você nunca mais vai conseguir guardar dinheiro - Tirando as raras exceções que recebem um salário consideravelmente gordo, quem gosta muito de viajar não consegue gastar dinheiro com qualquer outra coisa que não seja… viajar. Esqueça os celulares de última geração, festas caríssimas open bar, carros, apartamentos, casas… A prioridade de quem se apaixona por todo o sentimento que as viagens rumo ao desconhecido proporcionam é destinado para novas passagens, muitas delas sem data de volta. No fim,  a pessoa que embarca no aeroporto nunca é a mesma pessoa que volta para dar abraços cheios de saudade. Além da bagagem quase sempre mais cheia e pesada, ela traz também reflexões sobre a vida e sobre o mundo que, de alguma forma, a tornam uma pessoa melhor. E, junto, muitos, muitos planos para novas viagens” 

Essa é uma das certezas de viajar quando você sai da sua zona de conforto você consegue aprender e entender que o seu mundo não é apenas aquele que sempre vivemos em uma rotina mesmo sem perceber mesmo não achando que estamos sempre fazendo a mesma coisa a ideia de viajar nós leva a pensar em outras oportunidades de vida, a aprender culturas, visuais e idiomas novos e a fazer a cabeça coçar ( como diz o comercial e depois disso eu parei para ver e realmente isso acontece  não?) tudo muda depois de uma viagem bem sucedida, você nunca volta realmente igual ( eu mesmo voltei de Salvador com uma tatuagem, muitas ideias na cabeça, planos e sonhos para dividir com o mundo e o maior deles eu consegui colocar em pratica que foi o blog). Então amigos sei que eu fugi um pouco do tema do inicio que era o motivo de eu ter escolhido turismo, mas no fundo o turismo me escolheu e me acolheu e me encontrou e me achou e eu me apaixonei por todo esse mundo de viagens e afins e por isso também que sempre escolhi agenciamento a outras áreas do turismo. Enfim amigos espero que vocês tenham gostado do post. Bjos e nos vemos na próxima aventura!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meus Aventureiros