sexta-feira, 11 de julho de 2014

Aventuras de um turismólogo em Petrópolis

Oi amigos como vocês estão? Espero que esteja tudo bem. Essa semana, estou meio enrolado e com vários compromissos, mas to vindo aqui postar para vocês uma nova aventura que eu vivi. Ainda mais com o friozinho chegando nada melhor que aumentar o frio e para isso que tal subir a serra e ir para a cidade mais charmosa da região serrana do Rio de janeiro? Isso mesmo amigos, a aventura de hoje é em Petrópolis!  Isso mesmo o aventureiro que escreve para vocês subiu a serra e aproveitou o frio de Petrópolis e passou 4 dias lá em uma super pousada, muito bem localizada e pertinho de tudo. Mas para começar a aventura vamos falar dados da cidade de Petrópolis.



A cidade imperial foi fundada em 1822 por D.Pedro I que adorou o clima e quis fazer a sua casa de verão na região. Se atualmente Petrópolis já possui um clima sempre diferente do ensolarado Rio de Janeiro imagina na época de 1822 em que a cidade ainda era coberta por árvores e o clima era bem diferente.
Isso mesmo o aventureiro que escreve para vocês subiu a serra e aproveitou o frio de Petrópolis e passou 4 dias lá em uma super pousada, muito bem localizada e pertinho de tudo. Mas para começar a aventura vamos falar dados da cidade de Petrópolis.  A cidade imperial foi fundada em 1822 por D.Pedro I que adorou o clima e todas as suas belezas naturais, porém foi D.Pedro II que construiu o Palácio e viveu os melhores dias de sua vida na cidade. Petrópolis é uma cidade elegante, de clima agradável onde o passado e o presente seguem entrelaçados, oferecendo cultura ( através de seus colonizadores portugueses, italianos e franceses), arte, gastronomia e muitos atrativos turísticos. E foi por isso que escolhi a cidade de Petrópolis para fazer a minha primeira viagem como aventureiro. 




Como eu nunca havia viajado sozinho foi difícil escolher uma pousada, mas escolhi a melhor da região, fiquei hospedado na Pousada Palácio de Cristal, em frente ao primeiro ponto turístico que eu conheci o palácio de cristal. Como eu iria ficar quatro dias, fiz um roteiro básico de dois dias, um para aproveitar os museus e igrejas e outro para compras (pois ir a Petrópolis e não passar na Rua Tereza é um desperdício). Logo no nosso primeiro dia resolvemos ficar no hotel para descansar até porque cansa um pouco a viagem e chegamos numa segunda-feira (o tempo também ajudou para ficarmos no quarto um dia até mesmo para recarregar as energias ). Na terça-feira acordamos cedo tomamos um super café da manhã que tinha na pousada e fomos para o nosso primeiro destino os museus.  Começamos pelo palácio de cristal por ser em frente à pousada e logo em seguida fomos andando até a casa de Santos Dumont (o bom de Petrópolis e que dependendo de onde você vai ficar hospedado, da para fazer tudo a pé) quando chegamos lá avistamos o museu de cera que fica bem em frente. Como eu nunca havia ido a um museu de cera antes resolvi ir.A entrada custou R$10,00 para cada um e esse valor já foi da meia. Lá dentro tinha vários personagens começando pelo próprio Santos Dumont que esperava bem na porta ficamos por volta de uns 40 minutos tirando todas as fotos e interagindo com a estatuas e foi tudo muito maneiro. 






Saindo de lá fomos para a casa de Santos Dumont e uma das únicas coisas que eu tenho para dizer e que a casa é muito pequena. Eu que sou grande me senti numa casa de bonecas ( chegou a ser meio estranho) o grande barato da casa e que ele mesmo que criou e você tem que subir com o pé direito ( doido isso né). Nosso dia continuou com a ida ao famoso museu imperial para fechar antes disso achamos um restaurante maravilhoso (não lembro o nome) mas sei que a comida era maravilhosa e ainda tinha churrasco. Saímos do almoço e fomos para a ultima parada o famoso museu imperial antes dele passamos pela catedral de Petrópolis não entramos porque ela estava fechada. Chegando ao museu fomos para as bilheterias e compramos as entradas o museu possui um belo jardim que da uma grande vontade de ir somente para ficar naquele jardim aproveitando as flores e tudo ao redor dele. A entrada do museu foi R$4,00 meia e R$8,00 inteira. Lá dentro você não pode tirar fotos e tem que colocar uma especie de sapatilha para andar. O local conta toda a historia e você consegue perceber como era rica em detalhes as decorações e consegue perceber também como foi a vida dos nossos primeiros imperadores. Saímos depois de 1h30 vendo tudo e fomos para o nosso hotel. 



A noite resolvemos dar uma outra volta pela cidade para jantar em algum lugar bacana e achamos mas os valores estavam muito caros então fomos para sabe aonde? ( Mcdonalds) fazer oque né amigos as vezes temos que nos acostumar aos locais. Petrópolis é uma cidade para ser aproveitada durante o dia ( e sem chuva), lá você consegue viver o passado dentro do presente e pensando no futuro ( gostei dessa frase). Amigos no nosso segundo dia fomos para o trono de Fátima e tenho que admitir ( que subida louca é aquela, todos tinham falado para irmos de táxi mas como eu estava me aventurando resolvi ir a pé me arrependi, nunca havia visto uma ladeira como aquela e eu ainda estava de tênis novos então o sofrimento duplicou) lá de cima a vista da cidade é maravilhosa e tudo fica pequeno e vale a pena a subida (sqn). Descendo fomos para a famosa Rua Tereza as compras ( desculpe amigos, mas sou aquele tipo de pessoa completamente compulsiva com compras, quer dizer nem tanto, mas amo ir as compras). Compramos bastante roupas lá em preço bem acessíveis e de todos os tamanhos e para todo mundo lá de casa . Andamos o dia inteiro e não conseguimos chegar ao final da rua para você ver o tamanho. São muitas mais muitas lojas com preços variados.   Vale super a pena essa visitinha. Voltamos para o hotel compramos umas pizzas e fomos durmir. No dia seguinte a nossa aventura estava acabando e voltamos para casa. Amigos espero que vocês tenham gostado vou deixar aqui em baixo após o post os links das pousadas, dos museus e etc. Bjos e nos vemos na próxima aventura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meus Aventureiros