terça-feira, 13 de maio de 2014

Aventuras de um Turismólogo em Salvador




Oi amigos, como vocês estão? Espero que esteja tudo bem. Como vocês sabem eu estava de férias em Salvador e como estava por lá tirei bastantes fotos e dividi tudo da minha viagem em 5 partes ( se eu fosse falar tudo iria dar um post enorme) que são:  Compras , Comidas, Museus e Igrejas, Coisas que você tem conhecer e dicas para a sua viagem. Muito se fala e escreve sobre a incomparável magia que a Bahia tem: no seu carnaval, nas suas festas populares, na sua música, na sua culinária, e no seu jeito de pensar, viver, e sorrir. Então por isso  vamos começar a falar sobre um dos meus assuntos favoritos e um marco cultural que abrange toda a historia da Bahia,  as compras. Como alguns de vocês ainda não sabem eu sou aquele tipo de pessoa viciada em compras. Falou tenho que ir ao shopping eu to mega dentro. Mas vamos voltar a Salvador. 



Aventuras de um Turismólogo em Salvador Parte I


Minha primeira parada em Salvador foi ao mercado modelo o melhor lugar para comprar lembranças. Tem de tudo que vocês possam imaginar de chaveiro a pedras caríssimas ( de 400 ou mais) ao total o mercado modelo tem cerca de 150 lojas e fica bem próximo ao Elevador Lacerda ( outro ponto turístico)  na cidade baixa. Vamos a um pouquinho de história:  Dizer que o Mercado Modelo é uma espécie de "monumento da baianidade" não seria exagero. Ele traz, em sua história, laços estreitos com um grande número de personalidades importantes da trajetória social e cultural da Bahia no século XX. O Mercado Modelo guarda em si alguma coisa bem essencial relacionada a tudo o que era e é Bahia de antigamente com a modernidade.No mercado modelo da década de 20 era possível todo tipo de comercio varejista a pimenta às carnes e da cachaça aos charutos. Os produtos encontrados obrigatoriamente no Mercado Modelo incluíam farinhas, carne de sertão, miúdos de porco e aves, peixes, camarões, frutas assim como verduras e pimentas frescas. Sendo que agora o mercado ficou mais moderno e característico de um shopping popular com produtos específicos feitos por moradores de Salvador. Com o crescimento e aterramento da cidade baixa uma nova revitalização foi feita e o mercado foi modificado ( um pouco só) e começou a ser proibido a venda de carnes e um slogan foi até criando entra-se no Mercado Modelo nu para sair dele comido e vestido”( que continua sendo valido até hoje). O mercado modele sempre esteva lá e cresceu junto com Salvador de casa de alfandega a maior shopping popular do Brasil é muito difícil sair por suas portas sem mesmo levar uma única sacola. ( Eu mesmo levei umas 4h comprando e ainda voltei outro dia). O mercado é tudo de bom em Salvador.






No Mercado modelo encontramos bolsas com a estampa de senhor do Bonfim ( que eu comprei uma), aquelas bonequinhas de nega maluca, blusas do Olodum, toalhas de mesa com fibra de cocô, pulseirinhas do Bonfim ( claro), todos os instrumentos de capoeira ( atabaque,berimbau, agogo entre outros), pedras em formato de cordões , quadrinhos ( os mais lindos do mundo) , porta copos, muitos amuletos , bonecos em forma de burro e girafa, roupas típicas e muito outras coisas. Outra curiosidade é que em Salvador em quase todas as lojas tem algo sobre o Romero Britto quadro, porta copos, blusa e etc. 

Os comerciantes baianos estão sempre prontos para atender os turistas alguns falam até mais de 2 idiomas como eu mesmo pude ver e conversar com alguns sobre isso ( pois na hora que eu entrei no mercado um navio da MSC parou no porto e foi direto para o mercado modelo) . Os comerciantes também adoram aumentar o valor, mas para não perder a venda eles vão abaixando o valor você só precisa pechinchar que consegue (eu mesmo utilizei muito desta técnica) .







 Porem nem só de compras vive o mercado modelo. Na saída ou entrada ( depende do seu ponto de vista) existe as famosas e chatas ciganas ( desculpa quem for cigano) mais não da. Uma delas me prendeu e não queria me soltar de maneira nenhuma #tenso. Claro que sempre quando formos a uma cidade que não conhecemos nada ou quase nada ( até porque estou dando varias dicas aqui) devemos tomar uma certa atenção e eu fui super bem avisado sobre as ciganas e sobre os ambulantes "dando" pulseirinhas brancas do Senhor do Bonfim. Caso algum dia alguns de vocês vá em Salvador NUNCA aceite essas pulseirinhas.  Segue aqui em baixo as fotos das Ciganas 

Ela já com alguns turistas e vitimas.


Voltando ao assunto compras. Salvador também possui muitos, mas muitos shoppings centers e Shopping populares ( ao estilo Saara, para quem é do Rio ou 23 de março dos paulistas) . Pelo que eu me lembro os shoppings são: Salvador Shopping ( estilo Barra Shopping), Shopping Iguatemi ( que tem uma gritante diferença de classes sociais do primeiro ao terceiro andar, até os banheiros são diferentes), Shopping Bella Vista ( um Village Mall Baiano), Salvador Norte e alguns outros populares como que ficam em ladeiras na cidade alta ( eu acho) . Sem falar os valores. Sei que não é muito certo você sair da sua casa para comprar roupa nova a não ser que você vá para fora do país e queria renovar o seu guarda-roupa mas enfim alguns valores relacionados a roupas do Rj com as de Salvador valiam a pena e por isso comprei. 

Mas voltando ao assunto principal do post eu espero que vocês tenham gostado pois em breve chega a parte 2 sobre as comidas de Salvador. 
Abraços amigos e até a próxima. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meus Aventureiros